OFICINA ONLINE

DIREÇÃO DE ARTE:
TEORIA + PRÁTICA

com

Vera Hamburger e Convidados

29 de setembro a 22 de dezembro
Terças e quintas, das 19h às 22h

4x R$580,00 

Desconto Live até 24/9: 4x R$540,00

* à vista no boleto com 7% de desconto

* em até 12x com juros do cartão 

INVESTIMENTO

Sobre

O conhecimento em torno da Direção de Arte é construído a partir de duas formas essenciais que se completam. A troca teórica entre as mais diversas áreas da D.A. e o exercício prático de treino do “olhar para o espaço” e da própria construção do espaço cênico.


O objetivo do curso completo é proporcionar essas duas experiências na Direção de Arte, a construção concomitante dos conhecimentos teóricos e práticos.


Curso Teórico:

DIREÇÃO DE ARTE EM CENA

Terças, das 19h às 22h


Diretora de arte de algumas das mais emblemáticas obras da produção audiovisual brasileira, Vera Hamburger oferece este curso para quem tem interesse e gostaria de se aprofundar no universo cinematográfico, e mais especificamente da D.A.


A Direção de Arte cinematográfica é uma atividade que lida com diversas áreas do conhecimento em sua prática, tanto na orientação e coordenação da própria equipe, quanto na troca com outros departamentos nas diferentes fases de produção e projeto.


Este curso tem como objetivo oferecer aos alunos uma visão panorâmica deste processo sob os diferentes pontos de vista. Para isso Vera Hamburger convida diretores, diretores de fotografia, figurinistas, maquiadores, cenógrafos ou assistentes de arte, produtores de objeto e de arte para que se discuta como a arte influencia a cada produção audiovisual contemporânea, assim como a colaboração de cada componente da equipe.


PROFESSORES CONVIDADOS

  • Tata Amaral

  • Jacob Solitrenick

  • William Valduga

  • Izabel Rainer

  • Clissia Moraes

  • Henrique Morais

  • Verônica Julian

  • Anna Van Steen

  • Marcelo Siqueira


Curso Prático:

LABORATÓRIO FRONTEIRAS PERMEÁVEIS: A IMAGEM DA CASA

Quintas, das 19h às 22h


O objetivo deste curso é discutir o desenho do espaço como linguagem a partir da experiência de cada participante junto a seu próprio habitat. Corpo-casa-cidade-lugar é o tema de reflexão. A imagem da casa retoma princípios do Laboratório Fronteiras Permeáveis em meio à situação de isolamento físico em que nos encontramos, procurando novos caminhos para a investigação artística, seja ela performática, visual ou audiovisual.


Os elementos primordiais da conformação do espaço e da cena serão o mote para a criação. Os encontros serão iniciados por exercícios de ativação e sensibilização corporal. O trabalho será desenvolvido individualmente e em pequenos grupos, através de ferramentas digitais como zoom, zap e google drive.


O corpo de professores é composto pela diretora de arte Vera Hamburger e os convidados: o editor e videomaker Raimo Benedetti, o fotógrafo Jacob Solitrenick e a programadora visual Izabel Rainer.


Devido à natureza do curso, os participantes devem ter alguma disponibilidade para se reunir em horários alternativos para realização de projetos e atividades pedagógicas.



CRONOGRAMA


29/09 - Aula 1 - Teórico

Direção de Arte e Cenografia: uma história no cinema com Vera Hamburger


01/10 - Apresentação A Imagem da Casa - Prático

Do espaço que somos com Vera Hamburger


06/10 - Aula 2 - Teórico

Direção de Arte e Cenografia: uma história no cinema com Vera Hamburger


08/10 - Jogo 1 - Prático

Da linha em ponto com Vera Hamburger


13/10 - Aula 3 - Teórico

Direção de Arte a Prática com Vera Hamburger


15/10 - Jogo 2 - Prático

Em suspensão de trama e luz com Jacob Solitrenick


20/10 - Aula 4 - Teórico

Estudo de Caso: Direção de Arte e Direção dos filmes HOJE e SEQUESTRO REL MPAGO com Tata Amaral


22/10 - Jogo 3 - Prático

Trajeto de memória com Raimo Benedetti


27/10 - Aula 5 - Teórico

Direção de Fotografia e Direção de Arte com Jacob Solitrenick


29/10 - Jogo 4 - Prático

Sobre objeto e geometria com Vera Hamburger


03/11 - Aula 6 - Teórico

A Figura em corpo, a Maquiagem com Anna Van Steen


05/11 - Jogo 5 - Prático

Espelhos e telas – edição com Raimo Benedetti


10/11 - Aula 7 - Teórico

Apresentação de projeto e projeto gráfico com Izabel Rainer


12/11 - Jogo 6 - Prático

Espelhos e telas – ampliando espectros com Izabel Rainer


17/11 - Aula 8 - Teórico

O objeto em cena com Clissia Moraes


19/11 - Jogo 7 - Prático

Espelhos e telas – em sonoro com Raimo Benedetti


24/11 - Aula 9 - Teórico

Coordenação de Arte com Henrique Morais


26/11 - Jogo 8 - Prático

Espelhos e telas – finalização com Vera Hamburger e Raimo Benedetti


01/12 - Aula 10 - Teórico

Assistência de D.A. - Da concepção à coordenação de projeto com William Valduga


03/12 - Jogo 9 - Prático

Apresentação de trabalho A Imagem da Casa


08/12 - Aula 11 - Teórico

A Figura em corpo, o Figurino com Verônica Julian


10/12 - Jogo 10 - Prático

Apresentação de trabalho A Imagem da Casa


15/12 - Aula 12 - Teórico

Efeitos Visuais com Marcelo Siqueira


17/12 - Jogo 11 - Prático

Apresentação de trabalho e encerramento A imagem da Casa


22/12 - Aula 13 - Teórico

Direção de Arte na prática atual com Vera Hamburger e encerramento



Também é possível se inscrever separadamente:



Informações

CERTIFICADO entregue ao final do curso (mínimo de 75% de frequência) Carga horária total: 75h, em 25 encontros de 3h. Dirigido a profissionais, estudantes, pesquisadores e atuantes das artes cênicas, plásticas, gráficas, audiovisuais, visuais e Arquitetura. * Todas as aulas acontecerão ao vivo pela plataforma Zoom; * É preciso que os alunos tenham acesso a internet através de computador ou celular.
Concepção e coordenação

Vera Hamburger

Vera Hamburger, arquiteta formada pela FAU USP, atua como diretora de arte e cenógrafa desde 1985 em teatro, exposições e principalmente no cinema. Colaborou em filmes como Carandirú; Castelo Ra tim bum, o filme; Sequestro Relâmpago e séries como Filhos do Carnaval (HBO); Destino Salvador (HBO) e Black Mirror – Striking Vipers (Netflix), entre outros, tendo sido repetidamente premiada.


Paralelamente dedica-se à pesquisa e ensino sobre a matéria, tendo feito o Mestrado em Artes Cênicas na ECA USP, e, atualmente cursando o doutorado na FAU USP. É autora do livro “Arte em Cena, a Direção de Arte no Cinema Brasileiro”, Editora Senac e SESC, 2014, pelo qual ganhou o Prêmio Jabuti 2015. É, também, curadora do website Flávio Império.


Raimo Benedetti é videoartista, montador de filmes cinematográficos e pesquisador. Dedica-se ao estudo da arqueologia das mídias desde 2010. É professor do curso Pré-cinema que ministrou em diversas instituições artísticas e acadêmicas como a USP, Arteleku (Espanha), SESC e Instituto Tomie Ohtake. Criou do espetáculo de live cinema Cinema das Atrações que estreou no Festival Live Cinema em 2013. É autos do livro “Entre Pássaros e Cavalos: Muybridge, Marey e o Pré-cinema” lançado em 2018 pela Editora do SESI São Paulo.


Jacob Solitrenick, premiado diretor de fotografia de ficção, documentário e publicidade, fotografou mais de 30 longas, 10 séries e 10 documentários, sem contar os filmes publicitários. Fez ainda na faculdade seu primeiro estágio em cinema, sua grande paixão. Começou como produtor de set e de arte, assistente de câmera e estreou como diretor de fotografia no longa-metragem Latitude Zero. Trabalhou com diretores como Tata Amaral, Daniel Augusto, Ana Luiza Azevedo, Lina Chamie, Jorge Furtado, Marcos Jorge, Lúcia Murat, Anna Muylaert, Caru Alves de Souza e Carlos Reichenbach. A série Cantoras do Brasil teve Jey como diretor. Ampliando suas competências, dirigiu e fotografou as temporadas 3, 4, 5 e 6 da série para o Canal Brasil. Cantoras do Brasil venceu o 5º Fymti Festival y Mercado de Televisión Internacional de Buenos Aires como Melhor Programa de Entretenimento, ganhou Melhor Som e foi finalista duas vezes de Melhor Fotografia do Prêmio ABC para Séries de TV.


Izabel Rainer é designer gráfico com foco no audiovisual. Atualmente realiza trabalhos para filmes e séries, como membro da equipe de arte, na fase de produção e filmagem - Filmes: Sequestro Relâmpago (2018), O Amor dá Trabalho (2019) / Séries: Black Mirror (2019), Coisa Mais Linda (2019), Irmandade (2019), entre outros.


Tata Amaral é uma das mais talentosas e premiadas realizadoras da cinematografia brasileira recente. Com seus longas metragens, conquistou quase 70 prêmios em festivais nacionais e internacionais. A diretora e cineasta também se destaca pela experimentação e pela originalidade de seus trabalhos. Dirigiu longas premiados como: Um Céu de Estrelas (1996), Através da Janela (2000), Antônia (2006),  Hoje (2013), Trago Comigo (2016). Dirigiu as séries de documentários Rua! (2013) para a Secretaria Municipal de Direitos Humanos de São Paulo e Causando na Rua (2016) para o canal CINEBRASiLTV. Também dirigiu episódios para a 2ª e 3ª temporadas da série de TV original da HBO Brasil, Psi (2015-2016). Em 2018, Tata Amaral lançou o longa, Sequestro Relâmpago. Produziu também a 2ª temporada da série Causando na Rua. Atualmente, prepara o lançamento da série As Protagonistas, que conta a história do audiovisual brasileiro a partir da produção das cineastas,  escrevendo o documentário Democracia e produzindo a série De Menor baseada no filme homônimo de Caru Alves de Souza.


William Valduga atua há mais de dez anos no mercado de cinema, televisão e publicidade. Graduado em Audiovisual pela UNISINOS- RS e discidente em Arquitetura e Urbanismo na Uniritter -RS. Como cenógrafo e assistente de arte, participou de diversos longas, entre eles: Os Homens são de Marte… E é pra lá que eu vou (direção de Marcos Baldini); Cabeça a Prêmio (direção de Marco Ricca), Como Nossos Pais (direção de Laís Bodanzky) e Sequestro Relâmpago (direção de Tata Amaral). Em séries de TV, integrou a equipe de Arte das quatro temporadas de Psi (HBO); Doce de Mãe ( TV Globo); Coisa Mais Linda (Netflix – segunda temporada); e A História do Amor (TV Globo). Como diretor de arte assinou os longas Rasga Coração (direção de Jorge Furtado), Aos Olhos de Ernesto ( direção de Ana Luiza Azevedo).


Clíssia Morais trabalha há 30 anos com decoração de cenários, como produtora de objetos para cinema, teatro, TV e exposições. Entre seus trabalhos em cinema e tv estão Meu amigo Hindu e Brincando nos Campos do Senhor de Hector Babenco; Ensaio sobre a cegueira de Fernando Meirelles; Prisioneiro da liberdade de Jéferson De; Serra Pelada de Heitor Dhalia; Entre Vales e Montanhas de Phillipe Barsinsky; Onde está a felicidade? de Carlos Alberto Riccelli; Lula o Filho do Brasil de Fábio Barreto;  Hans Staden de Luis Alberto Pereira; Cabra Cega de Tony Venturi; minissérie Alice de Karim Ainouz; minissérie Antônia de Tata Amaral; minissérie Sintonia de Kondzilla e minissérie Segunda Chamada de Joana Jabace. Além disso já fez produções de objetos para exposições, teatros, óperas e musicais.


Henrique Morais, paulistano, apaixonado por boas histórias. Antes do cinema, trabalhou com marketing e com fotografia. Atua há mais de quinze anos como produtor e coordenador de arte. Passou pelas redações de revistas importantes como Casa Cláudia e Casa & Jardim. Atuou em filmes publicitários e peças de teatro. Há quase dez anos intensificou o trabalho com audiovisual. Trabalhou em produções como Turma da Mônica – Lições; Turma da Mônica – Laços; Black Mirror – Striking Vipers; De Onde Te Vejo; Joaquim; Que Horas Ela Volta; entre outros.


Verônica Julian é figurinista desde os anos 90. Iniciando no cinema independente e em várias campanhas publicitárias como C&A. Em 1999, assinou seu primeiro longa Metragem Castelo Ratimbum.  Trabalhou em produções de séries, cinema, musicais, teatros e óperas, como: Som e Fúria (Globo), Felizes Para Sempre (Globo), 3 Theresas (GNT), Irmandade (Netflix) e 1ª e 2ª temporadas Coisa Mais Linda (Netflix), Bingo O Rei das Manhãs, Pedro Malasartes e o Duela com a Morte, Xingu, Somos tão Jovens,Vips, Lazarus, Tragédia Latino Americana, AV. Dropsie, Alma Boa de Setsuan, Fim, Rigolleto, Pescador de Pérolas, Violanta e Tragedia Florentina.


Anna van Steen estudou maquiagem na França em 1984 e desde então vem atuando em produções cinematográficas como “Brincando nos Campos do Senhor”, “Cidade de Deus” “Ensaio sobre a Cegueira”, “Elis”, “Bingo, o Rei das Manhãs”, “Kardec” e diversas séries como “Som e Fúria”, “Amores Roubados” “Coisa Mais Linda” e “Todas as Mulheres do Mundo” e recebeu 13 nomeações e 5 prêmios nos últimos anos.


Marcelo Siqueira é diretor em efeitos visuais. Começou sua carreira na área audiovisual aos 15 anos, se destacando com editor de imagens. Desde 1994, fazia parte do Grupo Casablanca, em 1998  foi convidado a desenvolver a TeleImage, núcleo de entretenimento do grupo. Em 2011 deixa a direção do grupo Casablanca para montar sua própria companhia, a MISTIKA, uma casa pós produtora e com foco em Efeitos Visuais exclusivamente para projetos audiovisuais de entretenimento. Sica atua em projetos como produtor de efeitos visuais sendo seu último projeto a macrosérie Jezabel para TV record. Em 2010 foi o vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, pelos efeitos visuais do longa­metragem Besouro, de João Daniel Tikhomiroff. Em 2016 foi o vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro com o fime Pequeno Segredo, de David Schurmann, e em 2018 com o filme O Grande Circo Mistico de Carlos Digues.

WhatsApp-Image-2020-01-09-at-13.32.03.jp

OUTROS CURSOS

LABORATÓRIO DE MONTAGEM

CEMITÉRIO VERTICAL -
POÉTICAS DE RESISTÊNCIA
À NECROPOLÍTICA

Eric Lenate

27/04 - 20/07

OFICINA ONLINE

LABORATÓRIO DE ROTEIRO - SÉRIES

Camila Raffanti

29/04 - 31/05

OFICINA ONLINE

ATUANDO PARA A CÂMERA

Luciano Sabino

21/05 - 02/07

 

 

Contato | Cursos 

comunicacaoinboxcultural@gmail.com
 (11) 94982-0518

Realização  iNBOx Cultural | Mirante Produções 

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone Instagram

Faça parte do nosso mailing!

 Copyright iNBOx Cultural, 2021 - São Paulo, Brasil