Vinícius de Oliveira, com seus trabalhos já figurou em diversos festivais mundo a fora. Começando a carreira no premiado "Central do Brasil", o filme passou nos maiores festivais de cinema da Europa, ganhando prêmio em quase todos, incluindo Berlim na Alemanha, Bafta na Inglaterra, Globo de Ouro nos EUA e duas indicações ao Oscar. Com "Linha de Passe" não foi diferente, o filme passou por Cannes e lá ganhou o premio de melhor atriz para Sandra Corveloni e excelentes críticas para a atuação do elenco que compõe a família do filme, sendo Vinícius um dos principais integrantes.

O filme "Assalto ao Banco Central" foi sucesso de público aqui no Brasil, tendo Vinícius bastante elogiado pelo trabalho diferente do que vinha fazendo anteriormente.

Ainda em 2016 protagonizou "Se Deus Vier que Venha Armado", filme que ganhou prêmios em todos os festivais que passou no Brasil e recebeu excelentes críticas no circuito comercial. Ainda esse ano fez parte do elenco principal de "Boi Neon" vencedor da mostra paralela competitiva mais importante do Festival de Veneza, a mostra Horizonte. Com mais esse prêmio, Vinícius fecha um circuito super importante do cinema mundial , a Tríplice Coroa dos festivais Classe A: Berlim, Cannes e Veneza.

Em TV fez o especial de fim de ano da Rede Globo "Nosso Querido Trapalhão" sobre os 50 anos do personagem DIDI do comediante Renato Aragão. Vinícius recebeu nota 10 da colunista Patrícia Kogut do Jornal O Globo pelo excelente trabalho de atuação e reprodução realística do DIDI e do próprio Renato.

Recentemente foi protagonista da primeira série brasileira para o canal de tv a cabo AXN "Santo Forte". Vinícius recebeu ótimos elogios da crítica especializada e foi indicado a dois prêmios pelo seu trabalho. Em outubro desse ano fez parte do elenco principal de UB - Unidade Básica, outra série brasileira para o Canal Universal (Universal Channel) que recebeu ótimo retorno de críticas e público.

Curso de interpretação para Cinema e séries de TV

com videobook no fim do curso.

Interpretar para cinema e séries de TV está pra além da construção de personagens e estereótipos. O exercício a que somos submetidos requer primeiro uma conexão interna particular profunda e investigativa. Profunda porque as lentes de uma câmera captam qualquer superficialidade na interpretação, e investigativa porque a busca para a criação possivelmente nos mostrará caminhos que pouco conhecíamos ou que até mesmo negávamos. Percorrido esse processo é hora de deixar nossos sentimentos a flor da pele e trazer no olhar, o tão famoso e verdadeiro brilho que os diretores e espectadores gostam de ver.

As aulas iniciarão com um exercício de aquecimento e soltura do corpo. Após o aquecimento iniciaremos o trabalho com cenas do filme escolhido. Todos os dias faremos cenas novas, como em um processo de filmagem, onde a diária consiste em filmar diversas cenas diferentes com parceiros diferentes, forçando sempre uma prontidão. Uma cena feita num dia não será repetida nas aulas seguintes. Além de serem dirigidos durante suas cenas, os alunos ouvirão comentários do professor assistindo o material filmado em um telão, ferramenta importante para a compreensão da sensibilidade da câmera.

Os interessados deverão enviar um email para:

curso.viniciusdeoliveira@gmail.com

valor de R$ 500,00 (a vista)

12 a 16 de dezembro de 2016 (Segunda a Sexta)

 

Ao final o aluno recebe um videobook e orientações de como divulgar seu material.

 

 

Produção da Oficina

Marcelo