CONVERSA ABERTA
ATUAR EM TEMPOS DE SELF-TAPE

COM DIOGO FERREIRA E TOMÁS REZENDE

25 de abril de  2020
Sábado, das 18:00 às 19:15

Gratuito 

Acesso pela plataforma ZOOM 

* Enviaremos o link da sala para os inscritos



 

Diogo Ferreira começou sua carreira no final dos anos 90, agenciando atores e descobrindo novos talentos no teatro e na pesquisa de rua, até fundar o departamento de casting da MIXER produtora. Em 2010 montou sua própria empresa, a +ADD Casting, especializada na produção, direção e coordenação de elenco para projetos audiovisuais. Produziu inúmeras publicidades e diversos projetos de ficção, entre eles, foi diretor de elenco nas séries: “A GRANDE VIAGEM” (TV Brasil, 2017); "3%", (NETFLIX, 2016); “3 TERESAS” (GNT, 2013); “JULIE E OS FANTASMAS” (Band/Nickelodeon, 2011) e MOTHERN (GNT, 3 temporadas entre 2006 e 2008). No cinema, foi diretor de elenco no longa-metragem "Jogo das Decapitações" (2013) do diretor Sérgio Bianchi e de diversos curtas-metragens, entre eles o premiado: “O Melhor Som do Mundo” (2015) do diretor Pedro Paulo de Andrade. Suas produções de elenco mais recentes foram para as séries: “ESCOLA DE GÊNIOS” (Gloob - terceira, quarta, quinta e sexta temporadas, 2018/2019) e o longa metragem "SOBRE GIRASSÓIS" da diretora Caroline Okoshi Fioratti.

O diretor de casting Diogo Ferreira e preparador de elenco Tomás Rezende trazem nessa conversa perspectivas sobre atuação e o mercado audiovisual hoje, aprofundando desde questões ligadas a self tape até as habilidades essenciais  do ator em frente a câmera e processo de seleção do elenco. O encontro será online e ao vivo e pretende ser um espaço de troca também com os participantes inscritos. É aberto a atores, produtores de elenco, diretores e demais profissionais e/ou estudantes de audiovisual e atuação. 

 

 

Tomas Rezende é diretor, preparador de atores e ator. Foi preparador de elenco de diversos filmes, novelas e séries, entre os quais: a série “O mecanismo”, direção de José Padilha (Netflix americana); a série “13 dias sem sol”, (O2/TV Globo); a novela das “7 Haja Coração” (Globo); a série “Me chama de Bruna” (Canal FOX); o longa metragem “Nise – o coração da loucura”, que ganhou, entre outros, o prêmio de melhor atriz para Glória Pires no Festival de Tokyo; os curtas-metragens “Estação" de Márcia Faria, que participou da competição oficial do festival de Cannes, e “Ninjas”, de Dennison Ramalho, ganhador do prêmio de melhor ator no Festival de Gramado. Também dirigiu a peça “A hora errada”, de Lourenço Mutarelli, que foi encenada em várias unidades do SESC. Formado como ator pelo programa Sanford Meisner: Teaching the Meisner Approach (EUA).

Inbox Cultural 

Rua Teodoro Sampaio, 2355

 

Contato | Cursos 

comunicacaoinboxcultural@gmail.com
(11) 98137.2689